“Diagrama de Causa e Efeito” ou “Diagrama Espinha-de-peixe”

O Diagrama de Causa e Efeito também é conhecido como:

  • Diagrama Espinha-de-peixe
  • Diagrama de Ishikawa
  • Diagrama 6M

É uma representação gráfica que permite a organização das informações possibilitando a identificação das possíveis causas de um determinado problema ou efeito.

Mostra-nos as causas principais de uma ação, as quais dirigem para as sub-causas, levando ao resultado final.

Esta ferramenta foi desenvolvida em 1943 por Ishikawa na Universidade de Tóquio. Ele usou isto para explicar como vários fatores poderiam ser comuns entre si e estar relacionados.

Embora não identifique, ele próprio, as causas do problema, o diagrama funciona como um “veículo para produzir com o máximo de foco possível , uma lista de todas as causas conhecidas ou presumíveis, que potencialmente contribuem para o efeito observado.”

O diagrama pode não ident if icar causas, mas nenhuma outra ferramenta organiza tão bem a busca.

 Quando usar o Diagrama de Causa e Efeito

  • Quando necessitar identificar todas as causas possíveis de um problema.
  • Obter uma melhor visualização da relação entre a causa e efeito delas decorrentes
  • Classificar as causas dividindo-as em sub-causas, sobre um efeito ou resultado.
  • Para saber quais as causas que estão provocando este problema.
  • Identificar com clareza a relação entre os efeito, e suas prior idades
  • Em uma análise dos defei tos: perdas, falhas, desajuste do produto, etc. com o objetivo de identificá-los e melhorá-los.

Pré-requisitos para construir o Diagrama de Causa e Efeito

Sugestões de possíveis causas do problema (Brainstorming) das pessoas envolvidas no processo.
Análise de Pareto, para revelar a causa mais dominante.

Como fazer um Diagrama de Causa e Efeito

  • Definir o problema a ser analisado de forma objetiva;
  • Estabeleça e enuncie claramente o problema (efeito) a ser analisado, escrevendo-o em um retângulo à direita. Desenhe uma seta da esquerda para a direita até o retângulo;

Problema no Diagrama de Causa e Efeito

  • Reunir um grupo de pessoas fazendo um Brainstorming sobre as causas possíveis ;
  • Classifique as causas encontradas no Brainstorming em “famílias ou categorias de causas”. Normalmente, costuma-se denominar essas “famílias ou causas” como “causas primárias potenciais” que devem ser escritas dentro de retângulos ligados diretamente ao eixo horizontal do diagrama.
Diagrama de Causa e Efeito
Diagrama de Causa e Efeito
  • Na indústria, por exemplo, as “causas primárias potenciais” são conhecidas como “ fatores de manufatura” ou 6 M’s (Matéria-prima, Máquina, Medida, Meio ambiente, Mão-de-obra e Método);
  • Outra sugestão para a seleção de “causas primárias potenciais” é o chamado 5W1H que representa as iniciais inglesas dos seguintes pronomes interrogativos: What (o quê?); Who (quem?) ; When (quando?) ; Where (onde?) ; Why (por quê?) e How (como?). Para cada uma delas elabore perguntas como: “Onde ocorre o problema?”; A resposta a essa pergunta poderia indicar diversos locais diferentes onde o mesmo problema ocorre com características e causas também di ferentes;
  • Escreva as subcausas (secundárias, terciárias, etc.) como indicado na f igura abaixo:

subcausas secundárias terciárias Diagrama de Causa e Efeito

  • Para cada causa primária (dentro do retângulo), ident i f ique as subcausas que a afetam;
  • Assinale no diagrama as causas que pareçam ter forte relação com o problema (efeito), considerando-se : a experiência e intuição; os dados existentes;

Causas Importantes - Diagrama de Causa e Efeito

  • Revisar todo o diagrama para veri ficar se nada foi esquecido;
  • Analisar o gráf ico no sentido de encontrar a causa principal, observando as causas que aparecem repetidas, se estas causas estão relacionadas com o efeito. Se eliminar a causa reduz o efeito, obtenha o consenso de todos do grupo.

Vantagens do Diagrama de Causa e Efeito

  • É uma ferramenta estruturada, que direciona os itens a serem verif icados para que se chegue a ident i f icação das causas;
  • Apesar de existir um esqueleto a ser preenchido, não há restrição às ações dos participantes quanto às propostas a serem apresentadas;
  • Permite ter uma visão ampla de todas as variáveis que interferem no bom andamento da atividade, ajudando a identificar a não-conformidade.

Desvantagens do Diagrama de Causa e Efeito

  • Limitada a solução de um problema por aplicação;
  • Não apresenta quadro evolutivo ou comparativo histórico, como é o caso do histograma;
  • Para cada nova situação, é necessário percorrer todos os passos do processo, utilizando o diagrama.

Relação do Diagrama de Causa e Efeito com outras ferramentas da qualidade

Brainstorming: para coletar sugestões sob diversos pontos de vista, a fim de encontrar a causa do problema.
Folha de Verificação: para registrar as idéias suger idas no Brainstorming e apl icar no diagrama da causa e efeito.
Diagrama de Pareto: para revelar quai s as causas é a mai s dominante, como j á descr i to no item anterior (3.2.2.5)
Gráfico de Controle: pode ser usado quando este detecta um obstáculo, mas não é capaz de propor uma solução. Neste caso então se utiliza o diagrama de causa e efeitos.
Histograma: através dos dados obtidos do histograma, pode-se usar o diagrama de causa e efeito para atacar a causa mais provável.

Artigo baseado em informações coletadas no Capes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>