O que é Teoria X e Y? Conceito e definição de Teoria X e Y

Teoria X e Y – As teorias X e Y são duas visões opostas sobre a natureza humana e a forma de gerir a força de trabalho. Foram criadas pelo psicólogo americano Douglas McGregor no final da década de 50. Estas teorias consistem em uma análise detalhada das suposições sobre a motivação que os colaboradores de uma organização possuem. A teoria X assume que os indivíduos não gostam de trabalhar, a menos que sejam obrigados coercivamente a fazê-lo. Trata-se de uma teoria excessivamente mecanicista e pragmática. Já a teoria Y, mais moderna, defende que as pessoas encontram auto-realização no trabalho e que cumprem melhor as suas tarefas se não forem vigiadas por terceiros, desde que motivadas de forma adequada.

O que é Teoria X e Y? Conceito e definição de Teoria X e Y
O que é Teoria X e Y? Conceito e definição de Teoria X e Y

Pressuposições da Teoria X

Tradicional, excessivamente mecanística e pragmática.

  • as pessoas são preguiçosas e indolentes;
  • as pessoas evitam o trabalho;
  • as pessoas evitam a responsabilidade a fim de sentirem mais seguras;
  • as pessoas precisam ser controladas e dirigidas;
  • as pessoas são ingênuas sem iniciativas.

Pressuposições da Teoria Y

Baseada nas concepções modernas a respeito do comportamento humano.

  • as pessoas são esforçadas e gostam de ter o que fazer;
  • o trabalho é uma atividade tão natural como brincar ou descansar;
  • as pessoas procuram e aceitam responsabilidades e desafios;
  • as pessoas podem ser automotivadas e autodirigidas;
  • as pessoas são criativas e competentes.

E a teoria Z?

Preparamos um artigo diferente para abordar a variação da Y, chamada Teoria Z.

Esse texto foi escrito baseado em artigos científicos do Capes.

Você pode gostar também de ler...
2 comentários em “O que é Teoria X e Y? Conceito e definição de Teoria X e Y
  • 2 de Abril de 2013 em 10:35 am
    Permalink

    Teste de comentários!

    Resposta
  • 9 de Fevereiro de 2014 em 11:11 am
    Permalink

    lhe da sentido sobre a relaçao da duas motivaçao.obrigado pela oportunidade desse comentario

    Resposta
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *