Análise de sistemas – TI

O profissional conhecido como analista de sistemas é aquele que tem como função realizar os estudos necessários, dos processos operacionais da empresa, avaliando quais as vantagens que ele possa ser melhorado e tornado mais racional, com a intervenção da Tecnologia da Informação, aqui mais especificamente via o desenvolvimento de sistemas internos, ou aquisição de sistemas existentes e comercializados no mercado.
Seu material de trabalho é o estudo dos diversos sistemas existentes, do hardware disponível, as necessidades dos usuários para melhoria de suas funções, as necessidades estratégicas da empresa para racionalização de determinados processos operacionais.

Análise de sistemas - TI
Análise de sistemas – TI

A partir deste material de trabalho e do estudo constante ele desenvolve soluções padronizadas e que serão transcritas em código de máquina (programadas) utilizando alguma linguagem mais adequada. Assim, este profissional “define”, mas não “codifica” ou “desenvolve” estes programas, entregando esta tarefa para os programadores.
A principal pergunta que temos que responder em nossos cursos e: Quais as características necessárias para ser analista de sistemas?
Para que o profissional que deseja trabalhar em análise de sistemas, atuando com sucesso, diversas competências e habilidades são exigidas e podemos relacioná-las em uma lista, sem nenhum critério de crescente ou decrescente de importância. Como formadoras de um perfil, todas elas são necessárias e desenvolvidas de forma equilibrada. Assim, o analista de sistemas deve:

A partir deste material de trabalho e do estudo constante ele desenvolve soluções padronizadas e que serão transcritas em código de máquina (programadas) utilizando alguma linguagem mais adequada. Assim, este profissional “define”, mas não “codifica” ou “desenvolve” estes programas, entregando esta tarefa para os programadores.

A principal pergunta que temos que responder em nossos cursos e: Quais as características necessárias para ser analista de sistemas?

Para que o profissional que deseja trabalhar em análise de sistemas, atuando com sucesso, diversas competências e habilidades são exigidas e podemos relacioná-las em uma lista, sem nenhum critério de crescente ou decrescente de importância. Como formadoras de um perfil, todas elas são necessárias e desenvolvidas de forma equilibrada. Assim, o analista de sistemas deve:

  • Criatividade: Estar capacitado para sugerir novos caminhos para a melhoria de processos operacionais onde ocorra algum problema ou “gargalo” que impede que outras atividades sejam desenvolvidas com maior desenvoltura;
  • Bom senso: Estar capacitado a tratar com situações e problemas inéditos, para os quais nunca houve a necessidade de algum processo automatizado e a partir de um estudo detalhado, determinar se cabem medidas para sua automação;
  • Liderança: Estar capacitado para liderar equipes heterogêneas, desenvolvendo sua integração com intenção de obter o melhor desempenho, tratando dos conflitos que podem ocorrer em seu interior;
  • Senso analítico e boa comunicação: Estar capacitado a organizar e expor os resultados de seus estudos tanto para as chefias imediatas, superiores, como para as equipes de programação que vão desenvolver o trabalho que ele propôs;
  • Atualização tecnológica: Estar capacitado para desenvolver um processo de formação permanente e continuada, voltado para melhoria constante de seu perfil profissional e atualizar seus conhecimentos em uma área cujo desenvolvimento é acelerado;
  • Boas relações interpessoais: Estar capacitado a desenvolver processos intensos de interação interdepartamental e uma integração muito ativa com os usuários, considerando-os como seus “clientes”, devendo atender suas necessidades mais imediatas;
  • Boa visão sistêmica: Estar capacitado a compreender a organização, sua missão, objetivos empresariais e estratégias desenvolvidas para melhoria dos serviços operacionais, de modo a permitir maior grau de competitividade para a organização;
  • Domínio da língua estrangeira: Estar capacitado ao domínio de um ou mais idiomas (inglês, espanhol), tendo em mente que grande volume de informações estão colocados disponíveis nestas línguas, em tempo anterior à sua publicação no mercado nacional, o que pode lhe dar uma vantagem competitiva significativa.

Suas principais atividades podem ser, da mesma forma relacionadas em uma lista, valendo as mesmas observações colocadas na montagem da lista anterior. Assim, as atividades desenvolvidas pelo analista de sistemas são:

  • “Administração do fluxo de informações” geradas e distribuídas por redes de computadores dentro de uma organização.
  • “Planejamento e organização” do processamento, armazenamento, recuperação e disponibilidade das informações
  • “Suporte aos usuários” e infra-estrutura tecnológica
  • “Gestão de projetos”
  • “Levantamento de requisitos”, análise, especificação, projeto do sistema, programação, testes, homologação, implantação e acompanhamento dos sistemas solicitados por seus usuários
  • Criação de novos produtos e serviços computacionais
Você pode gostar também de ler...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *