Potencial do setor de vestuário, confecção e moda no Brasil

Um estudo realizado no final do ano 2008 pela consultoria AT Kearney, classifico o Brasil como o país emergente mais atraente para o varejo de roupas e acessórios. O país aparece na frente de gigantes como China e Índia.

A primeira colocação do Brasil deve-se a razões demográficas e de demanda: os gastos com vestuário são elevados, e o volume de peças importadas é grande. No país, o mercado cresce mais de 7% ao ano e está avaliado em US$ 37,2 bilhões. Cerca de 60% do mercado interno é abastecido por varejistas de pequeno porte. Segundo a AT Kearney, pesou o fato de 60% da população brasileira ter idade inferior a 29 anos. Os consumidores brasileiros gastam em média US$ 402 por ano em roupas e acessórios — seis vezes mais que os chineses.

Tabela 5 – Índice Varejista de Vestuário 2008

Colocação País
Brasil
China
Índia
Turquia
Chile
Romênia
Argentina
Tailândia
Rússia
10º Emirados Árabes Unidos

FONTE: AT Kearney

Leia mais sobre o varejo de vestuário brasileiro.

Este texto é parte do artigo “Comportamento de Compra das Lojas de Confecção Multimarcas – varejo de moda Brasileiro” de Marco Aurélio Lang

Você pode gostar também de ler...

One thought on “Potencial do setor de vestuário, confecção e moda no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *