Web: Serviços particulares (P2P, B2C, B2C, C2C, B2G, C2G, B2E)

Os assuntos tratados neste capítulo e no próximo não podem ser enfeixados
como uma teoria constante, mas fazem parte do ambiente da empresa virtual, das redes sociais e, temos observado que colocar as suas definições de forma clara, tem sido a melhor maneira de transmitir os conceitos que os alunos necessitam sobre estes assuntos.

P2P (peer-to-peer)

O P2P ou ponto a ponto é caracterizada pela descentralização das funções na rede, onde cada terminal ao mesmo tempo recebe e envia dados. Os dados vem aos pedaços, sendo a recomposição do arquivo puxado da localidade original, reconstruído no equipamento de origem, “os componentes da rede realizam funções tanto de servidor quanto de cliente”. Estas redes são muito utilizadas para a troca de arquivos, e atualmente utilizadas para a cópia e pirataria de programas, filmes, músicas. O que é compartilhado são os dispositivos e dados e não os serviços (WIKIPÉDIA, 2008). Estas redes são acusadas de “não respeitarem direitos autorais” (o que é uma realidade incontestável), não resistindo o argumento que ao não auferir lucros não se configura a pirataria, argumento que não resiste a uma segunda análise.]

B2B – Business to Business

São as transações de comércio entre empresas virtuais ou não, que tem sua presença na rede. Seu significado literal é, uma empresa vendendo para outra empresa (uma fornece, outra compra) diretamente no ambiente virtual.

B2C – Business to Consumer

Levando em consideração as definições anteriores, está claro que este tipo de transação, representa uma empresa efetuando vendas para um consumidor de forma direta, sem intermediários, utilizando as técnicas e práticas conhecidas como “e-commerce”.

Web: Serviços particulares (P2P, B2C, B2C, C2C, B2G, C2G, B2E)
Web: Serviços particulares (P2P, B2C, B2C, C2C, B2G, C2G, B2E)

C2C – Consumer do consumer

Agindo da mesma forma que no parágrafo anterior, está claro que este tipo de transação representa negócios desenvolvidos entre duas pessoas interessadas com ou sem intermediação de terceiros.

B2G – Business to Government

São as transações entre as empresas e o governo. Trata-se da transparência do governo ou da facilitação do “governo eletrônico”. Na atualidade é utilizado em licitações, pagamento de tarifas, etc.

C2G – Consumer to Government

São as transações entre pessoas físicas e o governo, que nos dias atuais estão mais para envio e recepção de documentos que comprovam a quitação das obrigações do consumidor com o governo ou com o fisco estadual ou federal. “Espera-se que este tipo de transação venha a ser incrementado diminuindo a burocracia da máquina estatal”.

B2E (Business-to-Employee)

Atividades que são normalmente relacionadas com os portais corporativos, onde as comunicações entre departamentos, ou entre o empregador e o empregado ocorrem na Intranet da empresa. Esta atividade tem como objetivo tornar-se uma central de relacionamento entre o empregado e a empresa. Diversas atividades podem ser desenvolvidas trazendo economia papel e que podem também acelerar o andamento de atividades interdepartamentais.
OBS: Todas as siglas funcionam com o mesmo significado invertendo-as, somente o sentido do relacionamento é que muda. Mas como estamos considerando que todas em uma forma de relacionamento bi-direcional, este fato não importa, e está sendo colocado apenas por representar uma pergunta feita em quase todos os cursos.

Você pode gostar também de ler...
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *